Receba os cuidados que você necessita das mãos de profissionais especialistas em suas áreas.
Sáb: 8:00 - 14:00
(11) 99233-0352
Próximo a estação de metrô Jd. São Paulo

Blog :

Autossabotagem

Processo de se auto sabotar, especialmente falando das ações que uma pessoa faz e que acabam por prejudicá-la de alguma forma.

A origem etimológica da palavra autossabotagem vem de Auto, do grego autós, “o próprio” + sabotagem, do francês sabotage.

Agir contra si mesmo. Crítica excessiva tanto para si como com os à sua volta, geralmente inconscientemente o que impossibilita de ir ao encontro de nossos pensamentos, impulsos e planos.

Abaixo estão algumas formas de perceber se estamos nessa linha de nos sabotar ou não.

PERFEIÇÃO OU ERRO

Tudo tem que ser perfeito! Assim nada e nem ninguém será bom o suficiente. Qualquer coisa que vou começar, já penso que vai dar errado. Tudo o que o outro vai fazer, penso que dará errado. Afinal não consigo ver o que foi feito de bom e só tenho olhos para enxergar os defeitos. Não deixe passar boas oportunidades por não se achar pronto!

RECONHECIMENTO

Sempre espero que o outro me reconheça e assim me torno dependente, esqueço de perceber meus esforços e minhas conquistas. Além de me comparar com os resultados e com a vida do outro, assim o pensamento de inferioridade, reforça o ciclo de autossabotagem.

VAZIO

Olhar somente para o que não se tem. Nossa cultura valoriza o ter e pouco o ser.

Sensação de que sempre falta algo.

Eu reconheço e valorizo o que tenho???

Não começo a dieta, pois não tenho dinheiro para consulta com o melhor e mais caro médico do planeta. Não continuo a dieta porque lá em casa ninguém me apoia e nem me ajuda”.

ERRO E MEDO

O sabotador foge do erro, mesmo que isso signifique não sair da zona de conforto e portanto não faz nada e nem arrisca. O erro é superdimensionado e impossibilita qualquer tentativa de ajuste ou adaptação. Óbvio que errar não gera prazer, mas pode ser uma importante ferramenta de aprendizado com novas perspectivas e com a possibilidade de desenvolver novas habilidades nesse processo.

O TEMPO

Ninguém, por exemplo, perde 30 kg em um dia. A dedicação e o esforço são diários, cada dia uma conquista. Querer sempre para ontem e não dar tempo certo as coisas. Sempre falo que não chegamos no último degrau, sem subir cada degrau, um a um”.

PLANEJAMENTO

Excesso de planejamento ou nenhum planejamento. É comum ficar tão esgotado ao desenhar e imaginar tantos detalhes que nem consigo visualizar o resultado final. Ou se não me programo para buscar as realizações, o resultado não cai do céu. O equilíbrio entre planejar, flexibilizar e rever, se necessário, é fundamental.

FOCO EM SI

Você tem tempo para olhar para sua própria vida, ou vive sendo a esponja sugando o problema dos outros? Projeta-se e não se envolva em problemas que não são seus.

Autora: Patrícia M. C. Mori – Psicóloga

CRP 51979/06

 

Fonte:

https://ead.pucpr.br/blog/autossabotagem

SEM MEDO DE TER MEDO -Tito Paes De Barros Neto

https://www.livrariadopsicologo.com.br/livro-sem-medo-de-ter-medo-um-guia-pratico-para-ajudar-pessoas-com-panico-fobia-9788562553349,BA9414.html